Um amigo da criança

O primeiro amigo da criança - para o bem e para o mal - é o pai que apresenta a criança ao mundo ao seu redor, mostra o que é bom e o que é ruim e é um modelo para ela. No entanto, as amizades feitas na idade pré-escolar também desempenham um papel importante no desenvolvimento da criança. Quando se trata de relacionamentos de crianças de vários anos, um termo melhor é "companheirismo", porque a verdadeira amizade geralmente tem que ser esperada até atingir uma certa maturidade emocional.

Veja o filme: "Escolhendo o jardim de infância certo"

Amigo imaginário

Um amigo imaginário é o resultado da imaginação vívida de uma criança. Normalmente os pais entram em pânico quando seus filhos pequenos ...

veja a galeria

1. O primeiro amigo do jardim de infância

Um companheiro favorito é uma memória que durará para toda a vida. Ter um bom companheiro de brincadeiras afeta o desenvolvimento emocional de uma criança e ensina como construir relacionamentos com outra pessoa, especialmente com alguém fora da família. É importante que os pais dêem à criança a chance de encontrar seu primeiro melhor amigo, ou seja, dêem à criança a oportunidade de entrar em contato com seus pares. Devem também ensinar que o contato com outras pessoas é importante e dá muita alegria. Você também deve prestar atenção à capacidade de funcionar em grupo e seguir certas regras.

2. O que dá a uma criança ter amigos?

As primeiras relações amigáveis ​​com os pares têm um impacto positivo na autoestima da criança, porque não só a sua família, mas também alguém fora dela gosta dela e passa tempo com ela. Também é importante que a criança aprenda que é possível estabelecer um vínculo com alguém fora da família. Graças ao fato de a criança ter um bom amigo, ela aprende a lidar com alguém que é importante para ela.

Essa experiência também é aprender a tomar decisões juntos, compartilhar, resolver conflitos, negociar e ceder. A criança aprende gradativamente certas regras sociais que permitem atuar em conjunto. Essas são habilidades muito importantes que influenciam o desenvolvimento emocional de uma criança, especialmente se não houver irmãos com quem "treinar" tais habilidades.

3. O que fazer para que a criança encontre um bom amigo?

O companheiro favorito de uma criança não estará sozinho. Se a criança não frequenta o jardim de infância, os pais devem tentar ficar com seus colegas com a maior freqüência possível. Você pode caminhar com seu bebê:

  • para a piscina,
  • para o playground,
  • para o Parque,
  • para programas infantis,
  • para amigos que têm filhos da mesma idade.

Você tem que estar preparado para o fato de que a criança não encontrará imediatamente um colega com quem encontre um fio de compreensão. Mas apenas conhecer novas pessoas e fazer contato com elas afetará positivamente a comunicação, colaboração e outras habilidades interpessoais de seu filho. Também ensinará que você precisa compartilhar com outras pessoas e estabelecer certas regras juntos. O melhor amigo é uma pessoa "um em um milhão" e você não pode esperar que uma criança faça amizade com alguém na primeira vez que sai para o parquinho ou para amigos.

Outra coisa importante é ensinar seu filho a ser aberto ao lidar com os outros. A criança não percebe necessariamente como o companheirismo é importante na vida e quanto contato com outras pessoas proporciona. Quando na companhia de seus filhos, os pais devem mostrar-lhes como iniciar uma conversa e como ser gentil com os outros.

Além do fato de que a criança deve estar aberta para fazer amigos, ela também deve estar atenta às regras que regem a vida em sociedade e em grupo. Criar um filho não é fácil, especialmente porque a criança espera constantemente sinais dos pais de que o que está fazendo é um comportamento bom e correto.

Nesse estágio de desenvolvimento, você precisa prestar atenção especial ao seu próprio comportamento para que a criança adquira as habilidades adequadas por meio da observação. Você tem que ensinar a seu filho a arte de ceder aos outros e ter empatia com as emoções e necessidades dos outros. O pai tem que explicar essas coisas para ele, porque a criança pode não entendê-las ainda. É melhor usar exemplos da vida real ou jogar para isso.

Tag:  Família Bebê Cozinha