Números romanos. Como escrever números romanos corretamente?

Os algarismos romanos não são amplamente usados ​​por um longo tempo, embora às vezes sejam usados ​​em casos especiais. O sistema romano tem uma história interessante. E, ao contrário do que parece, não é difícil lembrar-se de nenhum algarismo romano.

Veja o filme: "Como você pode ajudar seu filho a se encontrar em um novo ambiente?"

1. Para que eram usados ​​os algarismos romanos no passado?

A escrita de algarismos romanos não usa letras, como alguns acreditam, mas números de origem etrusca. Os romanos os adotaram e adaptaram às suas necessidades por volta de 500 aC. (por exemplo, eles aumentaram o número de símbolos de cinco para sete).

Números foram gravados com ele e operações aritméticas foram realizadas com eles, o que, no entanto, não é uma tarefa fácil, embora se deva admitir que o próprio registro dos números é claro e lógico.

No entanto, as frações não podem ser escritas com algarismos romanos. No entanto, os algarismos romanos na Europa latina foram usados ​​até o final da Idade Média (por volta do século 15), quando foram substituídos pelos algarismos arábicos.

Por que as crianças estão falhando em matemática?

Matemática, a rainha das ciências? Há muita verdade nessa afirmação, afinal, o mundo adulto é regido por números ...

Leia o artigo

2. Números romanos e seu uso atual

Hoje, os algarismos romanos também são usados. Eles são usados ​​para registrar classes e anos de estudo, numerando volumes de obras, volumes, andares e números de escolas secundárias (mas não escolas primárias).

São utilizados no caso de eventos repetidos anualmente, quando fazem parte do nome no seu início. Na tradição popular, o ano de construção da casa também foi escrito na fachada com algarismos romanos.

Usando algarismos romanos também é possível escrever a data, então os meses são anotados com eles, por exemplo, 20 de novembro de 2019 (nota: nenhum ponto é colocado após os algarismos romanos).

Eles também são usados ​​em nomes de governantes e papas (por exemplo, João Paulo II), nomes de eventos históricos (Segunda Guerra Mundial).

Existem 7 algarismos romanos: M - do latim. mille D C - do latim. Centro EU. X V * EU

Não há símbolo zero no sistema de numeração romana.

Às vezes, os mostradores têm a marca IIII em vez de IV. Esse desvio é explicado de várias maneiras. Luís XIV, rei da França, preferiu essa disposição. Por isso, ele ordenou aos relojoeiros que levassem isso em consideração ao construir relógios.

Às vezes também é explicado que a forma IIII de quatro caracteres cria uma simetria visual do escudo em direção ao VIII em seu outro lado. Também deveria ajudar as pessoas que não estão acostumadas a ler os mostradores tradicionais a ler as horas.

Floreios de ensaios matemáticos [4 fotos]

Diversão e exercícios para aprender e contar - algarismos.

veja a galeria

O sistema de numeração romana é um sistema numérico aditivo, o que significa que o valor de um número é calculado pela soma dos valores de seus caracteres digitais. Esta operação é realizada com exceção dos números: 4, 9, 40, 90, 400 e 900. Nesse caso, os algarismos romanos devem ser subtraídos, não adicionados.

Na notação romana dos números, os sinais V, L e D não podem estar próximos uns dos outros. Se os símbolos aparecem em ordem decrescente, adicionamos os valores correspondentes a esses símbolos.

Por outro lado, se na frente do símbolo que indica um valor maior houver um símbolo que indica um valor inferior, então o valor inferior é subtraído do valor maior.

Tag:  Gravidez De Planejamento Bebê Gravidez